O Gamay

A característica e a peculiaridade dos vinhos do Beaujolais é que uma única casta dá vida ao conjunto das 12 denominações: o Gamay tinto de suco branco. Presente na região do Beaujolais desde o inicio do século XVII, esta casta soube acompanhar as evoluções do vinhedo e das tradições coletivas de cultivo. É realmente nos solos argila-calcários e nos terrenos graníticos do Beaujolais que esta casta encontrou sua terra de predileção. Quase 70% dos 36 000 hectares plantados no mundo inteiro com o Gamay, essa uva vermelha de suco branco, pertencem ao vinhedo do Beaujolais.

Antigamente apelidado de "petit Gamay", "Gamay redondo" ou ainda "Bourguignon noir", esta casta resistente e fértil precisa de cuidados constantes para conservar sua força e controlar seus rendimentos.

Para isso, necessita-se de uma plantação densa de 6000 a 13000 pés por hectares. Nos Beaujolais-Village e nos crus, a poda é curta (chamada gobelet, em leque, charmet ou ainda cordon), mas a denominação Beaujolais permite também uma poda longa. Esta poda nunca conserva mais que 3 a 5 galhos produtores em cada pé para um máximo de 10 brotos.