Beaujolais, Villages e Crus

Casta única, o Gamay noir de suco branco deu origem à criação de 12 denominações: os « Beaujolais » e « Beaujolais-Villages », encontrados em grande parte como  primeur  através do Beaujolais nouveau e Beaujolais-Villages nouveau, e 10 crus correspondentes cada um à seus terroirs.

Os "tenros": Chiroubles, Fleurie e Saint-Amour, assim como os "robustos": Brouilly, Côte de Brouilly, Juliénas, Régnié, Chénas, Morgon e Moulin-à-Vent  são muitas vezes caracterizados por aromas de frutas vermelhas, de groselha e de especiarias, por uma persistência aromática na boca que se descobre quando esses vinhos "ont fait leurs Pâques", ou seja, não foram engarrafados antes da Pascoa, e quando se  beneficiaram de alguns meses de criação antes do engarrafamento.