Morgon

Referente à aldeia de Villié-Morgon que se encontra no coração da zona dos crus do Beaujolais, o Morgon é produzido por 250 vinhateiros. Ele tem uma cor granada profunda e exala aromas de frutas, tal como cereja, pêssego, damasco e ameixa. De bom corpo, este vinho rico, potente e carnudo cujo cultivo é a mais extenso após o do Brouilly, expressa todas as características do seu terroir. Dominadas pelo Mont du Py, as parcelas de « rochas apodrecidas » constituídas de xisto e rochas eruptivas muito antigas são repartidas em seis microrregiões \"climats\" bem distintas, a mais renomada sendo a do Côte du Py. Vinho de guarda apto a ficar na adega de 5 a 10 anos, o que lhe permite expressar melhor seu terroir. De forma que os vinhateiros deste cru inventaram uma palavra para descrevê-lo quando atinge seu apogeu: o morgon « morgonne ». Expressão de uso consagrado pelos viticultores e numerosos especialistas.