Degustação / Gastronomia

Como o calendário dos vinhateiros, a degustação dos vinhos do Beaujolais deve seguir regras simples, mas criteriosas para magnificar os aromas e os sabores. Os Beaujolais nouveaux e os Beaujolais-Villages nouveaux são apreciados na temperatura de 12°C, que proporciona um ótimo desenvolvimento na boca. Os Beaujolais e os Beaujolais-Villages degustam-se, após os primeurs  (vinhos novos), na temperatura ótima de 13/14°C que exalta oportunamente a riqueza aromática da casta Gamay. Os crus do Beaujolais se satisfazem com uma média de 16°C que pode ser ligeiramente abaixada em torno de 15°C, para um cru de um ou dois anos, ou ao contrario ligeiramente elevada para um cru de três a cinco anos (17°C é recomendado). Como qualquer produto vivo que se saboreia, os vinhos do Beaujolais devem ser manipulados com cuidado. Apesar desses vinhos gostarem de frescor, é sempre melhor evitar a geladeira com seus 4°C, que cortarão qualquer sabor.

Nada melhor, claro, que uma adega ou um local fresco, mas o ideal é “chambrer” as garrafas (levar as garrafas a temperatura de serviço), uma hora antes da refeição para não servir o vinho numa temperatura baixa demais. Importante notar que, quando colocado no decantador ou servido em taça, o vinho esquenta ainda mais. Cada um deve optar pela solução que lhe pareça a mais adequada às condições da degustação.

Como um vinho bem jovem ou cru arredondado por alguns anos de guarda, os vinhos do Beaujolais são excelentes companheiros dos prazeres da mesa. O Beaujolais Nouveau se aprecia com uma grande variedade de pratos: frios, frutos do mar, batatas gratinadas com cebolas ou ainda carpaccio de salmão! O Beaujolais é o complemento ideal do característico mâchon lyonnais (refeição típica na parte da manhã, onde se servem frios, patés, presuntos, salsichas diversas...): dobradinhas, chorizos, salsichas como andouillettes, cervelas. Os Beaujolais-Villages se casam muito bem com os produtos regionais: frango, escargots de Bourgogne e queijos de cabra. Beaujolais e Beaujolais-Villages são perfeitos para acompanhar churrascos, terrines de peixes ou de legumes, queijos de cabra frescos e saladas de frutas. Mais encorpados e estruturados, os 10 crus do Beaujolais harmonizam maravilhosamente bem com as carnes grelhadas, cozidos com fígado de vitela (com um molho de Beaujolais!), mas também com aves ou cordeiro. Longos na boca, eles harmonizam também com terrines e peixes de rio e são bons companheiros de um prato de quenelles ou um coq au vin . Nem o açúcar resiste ao charme dos crus: do crumble com frutas vermelhas até o sorbet, passando pelos figos ao vinho ou uma torta de nozes. É só escolher!